Absinto Camaquã RS

Absinto em Camaquã. Saiba onde comprar Absinto em Camaquã. Encontre aqui endereços e telefones de médicos homeopatas, farmácias e drogarias que poderão te ajudar comprar plantas medicinais em Camaquã. Aproveite e leia nossos artigos sobre Absinto.

Mercado Jomar
(51) 3671-5440
Rua Maurício Souza e Silva 370
Camaquã, Rio Grande do Sul
 
Mercado e Bazar Central
(51) 3671-3432
Rua Cristal 907
Camaquã, Rio Grande do Sul
 
Alvidia A Silva
(51) 3671-2655
Rua Manoel da Silva Pacheco 729
Camaquã, Rio Grande do Sul
 
Supermercado Ritter
(51) 3678-1222
Rua Turismo 1194
Cristal, Rio Grande do Sul
 
Gleci dos Santos Goncalves
(55) 3231-4487
Rua General Osório 1195
Rosário do Sul, Rio Grande do Sul
 
Manuel Dorvalino S da Silva
(51) 3671-2623
Tv Pelotas
Camaquã, Rio Grande do Sul
 
Mercado Viegas
(51) 3671-3132
Rua Lagoa Vermelha 340
Camaquã, Rio Grande do Sul
 
Mercado Viegas
(51) 3692-3284
Rua Lagoa Vermelha 312
Camaquã, Rio Grande do Sul
 
Arma Zen
(54) 3221-4425
Rua Sinimbu, 1589 s 8 Ed Madison Center
Caxias do Sul, Rio Grande do Sul
 
Diettetica
(55) 3222-8739
Avenida Rio Branco 310
Santa Maria, Rio Grande do Sul
 

Absinto

ResumoO absinto (losna) é uma planta medicinal que favorece a digestão e pode ser freqüentemente encontrada em forma de infusão ou decocção. NomesNome em português: Absinto, losna Nome latim: Artemisiae absinthiumNome francês: Absinthe, grande absintheNome inglês: absinth, wormwood Nome alemão: WermutNome italiano: assenzioFamíliaAsteraceae (Asteráceas)Constituintes Óleo essencial, tuiona (substância tóxica que pode ser encontrada no álcool mas não nas infusões) substâncias amargas, lactonas sesquiterpênicas, sílicio, flavonóides, taninos.Partes utilizadasFolhas ou sumidades floridas (partes aéreas).Efeitos do absintoEstomáquico (contra as dores de estômago), amargo, antelmíntico (contra os helmintos ou os vermes), aromático (proporciona sabor), estimulante do apetite.Indicações do absintoProblemas digestivos não funcionais (acidez gástrica), distúrbios digestivos, anorexia (grâças ao efeito estimulante sobre o apetite), falta de apetite (para essas indicações, beba uma infusão de absinto 30 minutos antes da refeição) flatulências, inchaços, anemia.Efeitos secundáriosEm função do teor em tuiona (constituinte tóxico do absinto), determinadas preparações (por exemplo, do óleo essencial puro do absinto) ou de álcoois à base de absinto podem ser tóxicas, procure um especialista para se assegurar que o medicamento ou preparação que você utilizará tem um teor de tuiona controlado.Contra-indicaçõesGravidez, amamentação, leia a bula do medicamento.InteraçõesDevido ao teor em taninos, interações são possíveis com sais de ferro, zinco ou chumbo, assim como com alcalóides, portanto, queira ler a bula antes de consumir um medicamento. Preparações à base de absinto- Infusão de absinto- Tintura de absinto: A tintura de absinto pode ser encontrada em farmáciase é utilizada em gotas, que devem ser tomadas em um copo de água, cerca de 2 a 3 vezes ao dia. Se você estiver buscando um efeito tonificante, recomendamos uma dose de 10 a 30 gotas, ou ainda de 20 a 60 se quiser estimular a excreção biliar (fonte: Destinationsanté, França).- Pó de absinto (como efeito vermífugo)- (Bebidas alcóolicas à base de absinto)Onde cresce o absinto ?O absinto cresce na Europa, Ásia e certas regiões da América do Norte. O absinto gosta de solos secos. Ele pode ser encontrado nas montanhas, por exemplo, nos alpes até 1400 m de altitude.Quando colher o absinto ?Segundo informações, o absinto (partes aéreas) é colhido no verão. Observações A planta do absinto também pode ser destilada para produzir álcool. Mais conhecida como "fada verde", é muito apreciada nas montanhas Jura da Suíça e da França. O absinto suscita muitas polêmicas, pois dizem que ele pode gerar alucinações. Será que isso é um mito ou uma verdade científica?De fato, a tuiona que encontramos neste álcool pode ser muito tóxica, se consumida em alta dose. Na Suíça, as autoridades finalmente legalizaram a comercialização do álcool de absinto, para combater a concorrência estrangeira e o contrabando, principalmente nas montanhas Jura. No entanto, na sua indicação para combater as dores de estômago, o absinto em forma de infusão funciona como um produto eficaz, que nós recomendamos. Observamos que a tuiona (produto ativo tóxico) não é encontrada nas infusões, por isso pode ser utilizada sem risco. Notícias sobre o absintoAbsinto: para circulação e digestãoÉ claro que não devemos ressucitar a beberagem do L’Assommoir, que foi proíbido. Aqui o absinto não é um álcool, mas um pó obtido após dissecação ou uma tintura vendida em farmácia. No entanto, tanto um quanto o outro provêm do Artemisia absinthium, uma planta herbácea encontrada na região do Midi da França ou nas regiões temperadas, sobre todos os solos calcários e ensolarados.Com seu belo caule reto que mede de 50 centimetros a um metro e suas flores amarelas bem estreitos, ele é facilmente reconhecível. Após a colheita, os caules são jogados fora, mas as flores e as folhas são conservadas e secadas à sombra. Procure preservá-las da humidade pois senão todo o trabalho estará perdido. Ricas em sílicio, em substâncias amargas, em flavonóides e em taninos, em seguida, elas são utilizadas para favorecer o funcionamento da vesícula biliar e como antisséptico das vias digestivas. É possível absorvê-las em infusões ( 1 a 2 colheres de café por copo de água, 2 a 3 vezes ao dia), em pó (como vermífugo) ou em tintura. Esta última está disponível em farmácias e é utilizada em gotas, a serem tomadas em um copo de água, 2 a 3 vezes ao dia. Se você estiver em busca de um efeito tonificante, recomendamos uma dose de 10 a 30 gotas a cada tomada, ou doses mais fortes (20 a 60 gotas) se você quiser estimular a excreção biliar. © 1996-2009 Destination Santé SAS - Todos os direitos reservados. Nenhum das informações contidas nesse servidor podem ser reproduzidas ou redifundidas sem o consentimento escrito e prévio de Destination Santé. Todo infratos estará exposto às sanções previstas pelos artigos L 122-4 e L 335-3 do Código da Propriedade Intelectual: risco de até dois anos de cadeia e multa de 150 000 de euros. Fotos do absinto