Chia Araguaína, Tocantins

Chia em Araguaína. Saiba onde comprar Chia em Araguaína. Encontre aqui endereços e telefones de médicos homeopatas, farmácias e drogarias que poderão te ajudar comprar plantas medicinais em Araguaína. Aproveite e leia nossos artigos sobre Chia.

Casa Natural e Livraria Redil
(63) 3421-1390
Rua Sadoc Correia 160
Araguaína, Tocantins
 
Supermercado Campelo
(63) 3413-8800
Rua 14 de Dezembro 447
Araguaína, Tocantins
 
Supermercado Aliança
(63) 3412-4520
Rua 11 442
Araguaína, Tocantins
 
Supermercado Nunes
(63) 3414-2926
Rua Ademar Vicente Ferreira 135
Araguaína, Tocantins
 
Sigmar Luiz Vinhal
(63) 3415-3515
Rua Aquarela Musical qd 4 lt 1
Araguaína, Tocantins
 
Supermercado Pague Menos
(63) 3414-2889
Rua Vovó Cantinho 117 qd 03 lt 15
Araguaína, Tocantins
 
Supermercado Bahia
(63) 3421-4951
Rua 4 qd 10 lt 1
Araguaína, Tocantins
 
Supermercado União
(63) 3414-4477
Rua das Macieiras 132
Araguaína, Tocantins
 
Supermercado Encontro dos Amigos Iii
(63) 3414-4030
Rua das Macieiras 344 qd B lt 1A
Araguaína, Tocantins
 
Supermercado Encontro dos Amigos
(63) 3413-8600
Avenida Castelo Branco 26
Araguaína, Tocantins
 

Chia

ResumoChia: Planta medicinal anti-inflamatória, cardioprotetora, com ação na pressão arterial, na resistência à insulina, no colesterol e no apetite. Indicada principalmente em casos de colesterol alto, diabetes tipo 2, obesidade e até mesmo para pessoas saudáveis. NomesNome: ChiaNome latim: Salvia hispanica L.Nome inglês: chiaNome francês: ChiaNome alemão: ChiaNome italiano: chiaNome espanhol: ChíaFamíliaLamiaceaeComponentesFibras, ômega 3 (ácido linoleico alfa - ALA), proteína vegetal, cálcio, magnésio, ferro e antioxidantes. Não contém glúten.Partes utilizadas Semente EfeitosAnti-inflamatório, antioxidante, cardioprotetor, previne a resistência à insulina, regulador do colesterol, diminui a pressão arterial, antitumoral (estudo in vitro) e diminui o apetite (ver observações).IndicaçõesUso interno- Hipercolesterolemia (colesterol alto), hipertrigliceridemia. - Diabetes tipo 2 (não diminui a glicemia, mas diminui a resistência à insulina – problema desenvolvido pela maioria dos diabéticos) - Obesidade (prevenção de resistência à insulina e cardioprotetor), para emagrecer (aumenta a sensação de saciedade – ver observações)- Esteatose hepática (gordura no fígado - diminui a gordura visceral)Uso externo- Doenças de pele (coceiras, eczemas)Efeitos secundáriosPode prejudicar a absorção de minerais, caso seja consumida em excesso. Além de poder causar desequilíbrio intestinal, devido a sua composição de fibras, caso não seja ingerida uma quantidade suficiente de água.Contra-indicaçãoNenhuma conhecida.InteraçãoNenhuma conhecida.Preparações- Semente (2 colheres de sopa)- Farinha da semente- Alimentos enriquecidos (cereais, barras de cereais, biscoitos, sucos, iogurtes)- Óleo de semente de chia- Cápsula da semente de chia- Cápsula do óleo de chia- Gel de chia* Para uso interno, preferir produtos que não passaram por aquecimento.Onde cresce a chia?Planta nativa do México, atualmente também pode ser encontrada em outros países da América (Bolivia, Argentina, ...), além da Austrália e Sudoeste da Ásia. Pode crescer em ambientes áridos e ser cultivada domesticamente.Quando colher a semente de chia?Geralmente a planta floresce após 6 meses e já produz sementes, as sementes mais maduras apresentarem melhor qualidade.Observações interessantesUsada desde a antiguidade pelos Astecas e Maias como alimento e remédio. O gel de chia pode ser utilizado na culinária como substituto do ovo ou óleo.Um estudo argentino realizado em ratos, publicado no British Journal of Nutrition, demonstrou que a suplementação da alimentação com semente de Chia teria efeito preventivo e reversivo em casos de dislipidemia, hipertrigliceridemia e resistência à insulina, apesar de não ter efeito na concentração sanguínea de glicose. Além disso, os ratos que receberam suplementação com sementes de chia tiveram diminuição da gordura visceral, sem mudanças significantes no peso corporal total ou nas calorias ingeridas. Outro estudo da Universidade de Queensland, na Austrália, demonstrou resultados parecidos.Apesar de ser popularmente conhecida por auxiliar a perda de peso, não existem indícios científicos deste efeito direto. No entanto, estudos indicam um possível efeito na redução da gordura visceral e sabe-se que as sementes de chia quando entram em contato com a água formam um “gel” quando entra em, dando uma sensação de saciedade quando a comemos.Um estudo da Universidade do Alabama, nos Estados Unidos, ainda indica que a chia pode ser benéfica no desempenho de atletas, podendo se uma alternativa aos isotônicos com carboidratos. Foto (top) © azka109 - Fotolia.com