Cimicífuga Parobé RS

Cimicífuga em Parobé. Saiba onde comprar Cimicífuga em Parobé. Encontre aqui endereços e telefones de médicos homeopatas, farmácias e drogarias que poderão te ajudar comprar plantas medicinais em Parobé. Aproveite e leia nossos artigos sobre Cimicífuga.

Proviver Distribuidora de Produtos Naturais e Drogaria
(51) 3541-5503
Avenida Sebastião Amoretti 2597 A
Taquara, Rio Grande do Sul
 
Tamares Flesch
(51) 3545-6107
Rua General Ernesto Dornelles 369 s 1
Igrejinha, Rio Grande do Sul
 
Casa Natural
(51) 3564-1909
Rua São Miguel 710
Dois Irmãos, Rio Grande do Sul
 
Graos de Vida
(51) 3582-5578
Rua Caracas 490
Novo Hamburgo, Rio Grande do Sul
 
Espaco Natural
(51) 3065-5165
Rua Borges de Medeiros 105
Novo Hamburgo, Rio Grande do Sul
 
Modira Portes Souza
(51) 3542-2122
Rua General Frota 2775
Taquara, Rio Grande do Sul
 
Sol Nascente
(51) 3597-3804
Rua João Paulo I 90
Campo Bom, Rio Grande do Sul
 
Cantinho da Saude
(54) 3286-4372
Praça Major Nicoletti 23 S 3
Gramado, Rio Grande do Sul
 
Natuvida
(51) 3581-3559
Rua Lima e Silva 426 lj 19
Novo Hamburgo, Rio Grande do Sul
 
Naturezzi Produtos Naturais
(51) 3594-5358
Rua David Canabarro 112 lj 2
Novo Hamburgo, Rio Grande do Sul
 

Cimicífuga

ResumoCimicífuga: é uma planta medicinal indicada para diminuir os sintomas da pré-menopausa e da menopausa, assim como as ondas de calor. É apresentada quase sempre em forma de comprimidos ou cápsulas estandarizadas. NomesNome em português: Erva-de-São-Cristóvão, CimicífugaNome latim: Cimicifuga racemosa, Actaea racemosaNome francês: Cimicifuga, actée à grappes, cimicifuge, cytise, cimicifuga racemosa, herbe aux punaises, cohosh noir Nome inglês: black cohoshNome alemão: TraubensilberkerzeNome italiano: cimicifugaFamíliaRanunculaceae (Ranunculáceas)Constituintes Glucosídeos triterpênicos (p.ex. acteína).Partes utilizadasRizoma, raíz.Efeitos da cimicífugaFavorece a produção de estrógenos, anti-reumático, estimula a menstruação. Indicações da cimicífuga - Alternativa à terapia hormonal de substituição (THS) em caso de distúrbios e sintomas ligados à menopausa ou à pré-menopausa, tipicamente em caso de ondas de calor.- Em caso de síndrome pré-menstrual ou dismenorréia (dores menstruais). Efeitos secundáriosDiversos problemas hepáticos (amarelão,...)... queira ler a bula da embalagem e pedir conselhos a um especialista. Atenção! Em caso de problemas hepáticos (amarelão, dores, dor de barriga, nâuseas e vômitos, urinas escurecida, fadiga...) durante um tratamento com a cimicífuga, em geral no caso de um tratamento em longo prazo, queira interromper imediatamente o tratamento e pedir conselhos ao seu médico. Contra-indicações Distúrbios hepáticos, gravidez , amamentação... queira ler a bula da embalagem e pedir conselhos conselhos a um especialista. Interações Queira ler a bula da embalagem e pedir conselhos conselhos a um especialista. Preparações à base de cimicífuga- Comprimidos de cimicífuga (à base de extrato de raíz de cimicífuga)- Cápsulas de cimicífuga (à base de extrato de raíz de cimicífuga)- Decocção de cimicífuga- Tintura de cimicífuga (em caso de menstruações dolorosas, posologia : peça conselhos ao seu especialista)Observações - Esta planta pode ser uma boa alternativa durante a menopausa e pré-menopausa, se comparada com os hormônios de substituição (THS) que podem provocar, conforme o seu tipo, graves efeitos secundários (consulte também as recomendações dos hormônios de substituição). Esta planta também é útil para tratar ou diminuir as famosas "ondas de calor" (forte transpiração durante a noite, por exemplo,...) ligadas a este período da vida. - No entanto, os estudos clínicos que demonstraram a eficácia da cimicífuga são às vezes contraditórios. Alguns provaram a sua eficácia porém outros afirmam o contrário. Mas em geral, as pacientes gostam e a consideram interessante e eficaz. Podemos concluir que esta planta é seguramente menos contra-indicada que os THS, e em certos casos exerce um efeito benéfico real, reduzindo os sintomas da pré-menopausa, assim como das ondas de calor. Experimente! Fotos da cimicífuga