Extrato das Sementes da Sucupira São Paulo, São Paulo

Extrato das Sementes da Sucupira em São Paulo. Saiba onde comprar Extrato das Sementes da Sucupira em São Paulo. Encontre aqui endereços e telefones de médicos homeopatas, farmácias e drogarias que poderão te ajudar comprar plantas medicinais em São Paulo. Aproveite e leia nossos artigos sobre Extrato das Sementes da Sucupira.

Indra Produtos Naturais
(11) 3672-8405
Rua Caiubi 686 c 1
São Paulo, São Paulo
 
Viva Melhor Produtos Naturais
(11) 2092-6874
Rua Serra de Bragança 613
São Paulo, São Paulo
 
Positiva
(11) 2672-2278
Praça Canárias box 19
São Paulo, São Paulo
 
Mundo Verde
(11) 2950-9630
Rua Doutor César 237
São Paulo, São Paulo
 
Fito Cogumelo do Sol
(11) 2971-3743
Rua Voluntários da Pátria 2182 lj 67
São Paulo, São Paulo
 
Emporio Graos da Terra
(11) 3892-3197
Rua Desembargador do Vale 574
São Paulo, São Paulo
 
Mônaco Comércio de Representações
(11) 3313-4373
Rua Professor Eurípedes Simões de Paula 174
São Paulo, São Paulo
 
Cintra Flora
(11) 5641-2927
Rua Doutor Rubens Gomes Bueno 123
São Paulo, São Paulo
 
Flora Mística Natural Produtos Naturais
(11) 5011-0299
Rua Parnaíba Paoliello 558 c 2
São Paulo, São Paulo
 
Herba Natural Comercio de Cosmeticos e Produtos Naturais
(11) 2982-0425
Rua Paulo de Faria 27
São Paulo, São Paulo
 

Extrato das Sementes da Sucupira

A Sucupira-Branca (Pterodon pubescens Benth), é planta medicinal brasileira que pertencente a família das Leguminosas, sendo uma árvore nativa com distribuição pela região central do Brasil (principalmente nos estados de São Paulo, Goías e Minas Gerais). As sementes de Sucupira são usadas na medicina popular em forma de chá e em infusões de vinho para tratar doenças reumáticas e inflamatórias, como a artrite (reumatismo, artrite reumatóide), sendo muito indicada para a saúde das articulações. Estudos toxicológicos do extrato etanólico (óleo) das sementes de Sucupira não demonstraram mutagenicidade ou toxicidade na planta.
Um estudo experimental com o extrato da Sucupira – Pteridon pubescens – demonstrou cientificamente que os efeitos relatados decorrentes do uso tradicional da planta Sucupira-Branca podem significar o isolamento de novos compostos para o tratamento da artrite reumatóide e outras doenças inflamatórias crônicas e autoimunes. A artrite reumatóide é uma doença autoimune crônica caracterizada por articulações inflamadas e funções exacerbada de macrófagos e linfócitos T e B. Apesar da eficácia dos medicamentos imunossupressores, ainda é importante a pesquisa de novas alternativas e estratégias anti-reumáticas, com o objetivo de evitar os efeitos colaterais do tratamento tradicional, que em algumas pessoas, leva a interrupção do tratamento.
O efeito anti-artrítico do extrato hidroalcoólico das sementes de Sucupira-Branca (Pterodon pubescens) foi demonstrado experimentalmente utilizando a artrite induzida por colágeno (CIA). Sub-efeitos tóxicos agudos não foram observados em análises em ratos. Outras análises demonstraram efeitos anti-inflamatórios e antinociceptivos (capacidade de perceber a dor) do extrato etanólico das sementes.¹
Outro estudo, também realizado cobaias, concluiu que o extrato bruto das sementes da Sucupira (Pterodon emarginatus) foi efetiva contra o estresse oxidativo e nitrosativo induzido pelo exercício físico agudo. O extrato da Pteridon emarginatus aboliu a maioria dos processos oxidativos, proporcionando assim um a ação antioxidante e antiinflamatória contra o exercício agudo. Apesar do papel bem documentado de proteção de substâncias vegetais antioxidantes e sua capacidade de proteger contra os efeitos deletérios da oxidação, a maioria dos estudos tem analisado o efeito antioxidante de apenas uma classe de compostos ou de um composto isoladas, principalmente in vitro. Este estudo demonstrou que o extrato de Sucupira tinha ação antiinflamatória e antioxidante após a realização de exercícios, o que pode confirmar que os efeitos benéficos do extrato de Sucupira, muito utilizado na medicina popular brasileira para o tratamento de artrite, reumatismo, osteoartrite e inibição da dor, pode ser útil como um agente terapêutico contra danos oxidativos em seres humanos.