Ginkgo biloba São Paulo, São Paulo

Ginkgo biloba em São Paulo. Saiba onde comprar Ginkgo biloba em São Paulo. Encontre aqui endereços e telefones de médicos homeopatas, farmácias e drogarias que poderão te ajudar comprar plantas medicinais em São Paulo. Aproveite e leia nossos artigos sobre Ginkgo biloba.

Natural Company
(11) 3168-1728
Rua João Cachoeira 383
São Paulo, São Paulo
 
Ervas e Flores da Natureza e do Amazonas
(11) 5548-3015
Rua Senador Dantas 60
São Paulo, São Paulo
 
Mundo Verde
(11) 2950-9630
Rua Doutor César 237
São Paulo, São Paulo
 
Dinat
(11) 5522-3931
Al Santo Amaro 98
São Paulo, São Paulo
 
Moti Produtos Orientais e Naturais
(11) 3812-8305
Rua Padre Carvalho 750
São Paulo, São Paulo
 
Armazém Cereales
(11) 5049-3435
Al dos Anapurus 1473
São Paulo, São Paulo
 
Sabor Natural
(11) 2978-7369
Avenida Leôncio de Magalhães 1297
São Paulo, São Paulo
 
Era Nova
(11) 5562-1144
Rua Virgílio de Lemos 392
São Paulo, São Paulo
 
Base Vital Com de Produtos Terapêuticos Ltda
(11) 3228-0829
Rua Marcelino Antônio Dutra 325 pi 2
São Paulo, São Paulo
 
Vital Produtos Naturais
(11) 5506-7513
Rua Surubim 240
São Paulo, São Paulo
 

Ginkgo biloba

ResumoGinkgo biloba: planta medicinal que melhora as performances do cérebro (memorização, vascularização,...), e é geralmente encontrada em cápsulas ou comprimidos estandarizados. NomesNome em português: Ginkgo bilobaNome latim: Ginkgo bilobaNome inglês: GinkgoNome francês: Ginkgo, ginkgo biloba, arbre fossile Nome alemão: Fächerblattbaum, GinkgoNome italiano: ginkgo, ginko, ginco FamíliaGinkgoaceaeConstituintes Flavonóides, diterpenos: ginkgolidos A, B, C...Partes utilizadasFolhas de ginkgo bilobaEfeitos do ginkgo biloba Antioxidante, inibidor da agregação plaquetária, regulador da vascularização do cérebro. Indicações do ginkgo bilobaEm uso interno (comprimidos ou soluções bebíveis) Para combater a perda da memória, por exemplo em idosos (possivelmente na doença de Alzheimer, ler observações), os distúrbios de concentração, os distúrbios vasculares periféricos, os zumbidos no ouvido ou vertigens, a ansiedade (conforme estudos de 2007). Graças às suas moléculas, o ginkgo biloba exerce também um efeito antioxidante e protetor. Esta planta pode ter virtudes preventivas contra os tumores e a aterosclerose. Efeitos secundáriosPossível efeito gastrointestinal. Queira ler a bula do medicamento e pedir conselhos a um especialista. Contra-indicações Desconhecemos. Queira ler a bula do medicamento e pedir conselhos a um especialista. InteraçõesWarfarina e outros anti-coagulantes (clopidogrel, aspirina, heparina. Queira ler a bula do medicamento e pedir conselhos a um especialista. Preparações à base de ginkgo biloba- Comprimidos, cápsulas de ginkgo biloba- Infusão de ginkgo biloba (como na medicina tradicional chinesa (TCM): 5gr de folhas de ginkgo secas por xícara de infusão. Notamos que o efeito da infusão de ginkgo biloba é contestado, pois os princípios ativos (ginkgolidos) não são solúveis na água. - Decocção de ginkgo biloba- Tintura de ginkgo biloba (para utilizar em forma de gotas, por exemplo)Onde cresce o ginkgo biloba?A árvore de ginkgo biloba pode ser encontrada no hemisfério norte, como em Nova Iorque ou locais poluídos, assim como na Suíça e na França, mas ela é originária da Ásia e pode ser encontrada principalmente na China e no Japão. Quando colher o ginkgo biloba?As folhas de ginkgo biloba são colhidas no outono.Observações Os medicamentos à base de ginkgo biloba são os fitoterápicos mais vendidos no mundo, com um faturamento de mais de um bilhão de dólares. Um estudo francês publicado em 2012 mostrou, no entanto, que o uso de extratos de Ginkgo biloba não foi eficaz no tratamento da doença de Alzheimer.Ela deve ser tomada de preferência em comprimidos ou cápsulas, evite beber infusões pois são menos eficazes. É interessante ressaltar que a árvore de ginkgo biloba sobreviveu à bomba atômica de Hiroshima e inúmeros estudos foram feitos desde então, comprovando assim a enorme resistência da árvore. Fotos do ginkgo bilobaPlanta da árvore ginkgo biloba na naturezaFolha de ginkgo biloba em um herbário