Jaborandi Arapiraca, Alagoas

Jaborandi em Arapiraca. Saiba onde comprar Jaborandi em Arapiraca. Encontre aqui endereços e telefones de médicos homeopatas, farmácias e drogarias que poderão te ajudar comprar plantas medicinais em Arapiraca. Aproveite e leia nossos artigos sobre Jaborandi.

Consórcio Interm de Prod Ind e Comércio
(82) 3521-4662
Rodovia AL-110
Arapiraca, Alagoas
 
Flor de Lis
(82) 3522-2738
Rua Boa Vista 54
Arapiraca, Alagoas
 
Adilma & Cristina
(91) 3278-1011
Rua B 18
Belém, Pará
 
Best Life Br Produtos Naturais
(67) 3331-7610
Rua Rodolfo Andrade Pinho 64
Campo Grande, Mato Grosso do Sul
 
Ser Produtos Naturais
(67) 3386-0931
Rua Guassu 610
Campo Grande, Mato Grosso do Sul
 
Nutrishop
(82) 3521-2126
Rua Estudante José Oliveira Leite, 382
Arapiraca, Alagoas
 
Produtos Naturais Herbalife
(67) 3342-0939
Rua Guadalajara 126
Campo Grande, Mato Grosso do Sul
 
Naturaltem
(67) 3026-6999
Praça Rui Barbosa, 2107 Centro
Campo Grande, Mato Grosso do Sul
 
Herbalife Distribuidor Independente - Fernando Azevedo
(91) 9615-4603
Tv Angustura, 2280
Belém, Pará
 
Distribuidor Independente Herbalife
(67) 3042-3294
Rua Barão de Grajaú, 698 Nova Bahia
Campo Grande, Mato Grosso do Sul
 

Jaborandi

ResumoJaborandi: o jaborandi é utilizado principalmente em colírios para o tratamento de glaucoma, mas em receitas caseiras é muito usado para baixar febre, problemas capilares e laringites.Observações A pilocarpina, o principal componente do Jaborandi é extraída e muito utilizada não só pelas farmácias de manipulação, mas em larga escala pelas indústrias de medicamentos. O extrativismo do Jaborandi está levando muitas espécies assim denominadas muito perto da extinção.NomesNomes em português: Jaborandi, jaborandi-legítimo, yaborã di (tupi), jaborandi-pernambucano, jaborandi-do-maranhão, jaborandi-três-folhas, jaborandi-manso, jaborandi-verdadeiro.Nome latim: Pilocarpus pennatifolius Lem. / Pilocarpus jaborandi Holmes / Pilocarpus cearensis Rizzini / P. microphyllus Stapf ex Holmes/ Pilocarpus microphyllusNom inglês:jaborandiNome francês: jaborandiNome alemão: jaborandiNome italiano: jaborandiFamília RutaceaeConstituintes Alcalóides, pilocarpina (alcalóide), isopilocarpina, essências, matérias resinosas e pécticas, taninos, alcalóide de núcleo imidazólico ou glioxalinas, pilocarpidina, neopilocarpina, pilosina. Partes utilizadas FolhasEfeitos do JaborandiAtiva o Sistema Nervoso Parassimpático ocasionando contração da pupila, diminuição da pressão intraocular, estimulação da salivação, da transpiração, da produção de lágrimas, do peristaltismo (movimento do sistema digestivo), de glândulas gástricas e pancreáticas. Indicações do JaborandiEm uso interno - Glaucoma- laringites- boca seca- Bronquites, Asma- Baixar febre- Xerostomia de pós-irradiação (boca seca) em pacientes com câncer de cabeça e de pescoço- Antíduto do envenenamento por alcalóides de zabumba (Datura spp.) e beladona (Atropa beladona) Em uso externo Acne, queda de cabelo, seboréia e caspa.Efeitos secundáriosO uso interno pode causar vômitos, diarréia e insuficiência cardíaca. Pode causar irritação ocular e raramente pode ocorrer hemólise eritrocitária (ação antagonizada pela atropina e beladona). Seu uso em colírios pode causar a diminuição da visão periférica e percepção de claridade.Contra-indicações Não deve ser administrada por via oral sem acompanhamento médico. Não devem ser usados por mulheres grávidas ou amamentando. Interações Desconhecidas ToxicidadeAltas doses podem provocar intoxicação traduzida por cólicas, dificuldade respiratória, diminuição do ritmo cardíaco. Estes sintomas podem ser revertidos com o uso cuidadoso da atropina ou extrato da espécie Datura.Preparações à base de Jaborandi- Infusão para uso interno- Macerada- Decocção para uso externo- Pó das folhas para uso interno- Tintura- Loção- Pomadas- Colírio- InjeçõesOnde cresce o Jaborandi ?P. microphyllus Stapf ex Holmes: Norte e nordeste brasileiro, principalmente no Pará e Maranhão onde predomina o cerrado brasileiro, esta planta cresce nas encostas pedregosas.Pilocarpus pennatifolius Lem.: nativo do sul e suldeste do Brasil, onde está quase extinto devido ao extrativismo em busca da extração da pilocarpina.